Uma história de sucesso em Bolsa de Valores que você não vai acreditar

Por que às vezes, é necessário dizer “não”? E como isso pode impactar na sua evolução para aprenda investir com sucesso? Hoje, você vai ver não apenas artigo, como também um poderoso dicas que eu vou recomendar para matar seu problema de o medo!

Mas, se você quer ser um investidor diferente, você precisa levar em consideração, que precisa fazer coisas diferentes. Seu objetivo até pode ser o mesmo dos demais, ou seja: aprenda investir. Mas, você tem que fazer isso da forma certa, adaptando ao seu modo.

A um passo de aprenda investir com forex para iniciantes.

Há dois principais riscos envolvidos na bolsa de valores. O primeiro deles é o chamado risco de liquidez. Ele é, basicamente, o risco de você não conseguir vender suas ações, caso compre títulos de empresas que são pouco negociadas na bolsa. Por isso, é sempre bom estar atento às tendências e movimentações no mercado antes de investir.

Outro risco é o da desvalorização do ativo: você compra uma ação, a empresa vai mal, as ações caem e você não recupera o investimento.

Quer um exemplo? No ano passado, no ápice da crise política e econômica, antes do impeachment, Petrobras e Vale, duas das maiores empresas brasileiras, se desvalorizaram muito.

No fim de 2016, puxaram uma alta incrível (ambas as ações preferenciais voando a mais de 120%) e impulsionaram a retomada da Bovespa. Assim, quem tinha ações preferenciais da Petrobras e as vendeu em seu pior momento, quando estavam cotadas a R$ 5, perdeu muito dinheiro (dependendo do momento de entrada no papel).

O fato é o seguinte: quando o assunto é investimento em renda variável, o risco sempre vai existir.

Quem poderia prever que os acontecimentos políticos e econômicos derrubariam as ações da Petrobrás, que há seis anos estavam entre as mais valorizadas do Brasil? O que você pode fazer, no máximo, é tentar diminuir os possíveis prejuízos.

Para não sair perdendo na bolsa, ainda de acordo com o analista financeiro André Bono, vale a pena montar uma carteira de ações diversificada. “Distribua o dinheiro entre muitas companhias. Isso dilui o risco envolvido no investimento em cada empresa”, escreve ele em seu blog.

Outra recomendação para minimizar os riscos é esquecer aquela ideia fantasiosa de que você vai enriquecer do dia para a noite investindo na bolsa de valores.

De acordo com o especialista, esse pensamento conduz a um comportamento inseguro e propenso a perdas. “Empresas com bons fundamentos costumam trazer bons resultados em longo prazo”, sintetiza ele.

Qual valor mínimo para investir na bolsa de valores?

entenda a bolsa de valores

Não há valor mínimo para investir na bolsa de valores. Você poderia até investir menos de R$ 100,00 no mercado fracionário, mas um percentual elevado desse total seria gasto com taxas. Cada ordem de compra ou venda custa entre R$ 7,50 e R$ 20,00, dependendo do banco ou corretora.

Além desse valor por transação, há a custódia, que é cobrada por algumas instituições (um percentual anual do investimento) e Imposto de Renda (20% para operação fechada no mesmo dia e 15% para operações normais).

Mas considerando um valor baixo inicial, como os R$ 100,00 do exemplo, você teria que recorrer ao mercado fracionário, que é a compra de números “quebrados” de ações.

Essa modalidade pode atrapalhar a liquidez das operações futuras, ou seja, na hora de vender, é possível que você tenha maior dificuldade de encontrar compradores. Por isso, o recomendado é sempre comprar lotes de ações (100, 1.000 ou 100.000).

Você deve colocar energia para conseguir aprenda investir. A gente sabe que as vezes, o medo desanima, e acaba nos atrapalhando as vezes. Mas, olhar para onde se quer chegar, é o que permite que o objetivo seja alcançado.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *